Fundação João Fernandes da Cunha - Eventos Culturais, Biblioteca, Centro turístico - Salvador Bahia
contatos
Tel: (71) 3328-0522
e-mail: fundjfc@hotmail.com / fundbibli@hotmail.com
Fundação João Fernandes da Cunha

Fundação
João Fernandes da Cunha

Fundação João Fernandes da Cunha - Biblioteca

conheça aBiblioteca João Fernandes da Cunha

Fundação João Fernandes da Cunha - Visita

venha nos visitarFundação João Fernandes da Cunha

rss fundação joão fernandes da cunha

/ Notícias

Assembleia Legislativa da Bahia apoia livro sobre João Fernandes da Cunha

"Lições de mestre - A biografia de João Fernandes da Cunha", foi lançado na solenidade da Fundação, em 14 de junho

 Através do programa ALBA Cultural, o Legislativo baiano apoiou a edição do livro “Lições de mestre - A biografia de João Fernandes da Cunha”, da jornalista e escritora Kátia Borges, lançado na noite desta terça-feira.

A obra traz a trajetória do educador, nascido na Fazenda Tapera, no Vale do Rio Salitre, em Juazeiro, que, aos 19 anos, chegou em Salvador para fazer concurso para o Banco do Brasil, integrando o quadro de funcionários de carreira até a sua aposentadoria.

Conciliou, enquanto bancário, seu gosto por estudos, formando-se em Ciências Contábeis pela Faculdade de Ciências Econômicas da Bahia (1945) e em Ciências Econômicas pela Faculdade de Ciências Econômicas da Ufba (1952). Contribuiu na estruturação do Banco do Nordeste, onde foi gerente para os estados da Bahia, Minas Gerais e Sergipe (1954-1958), e na criação do Banco de Fomento do Estado da Bahia, depois transformado em Baneb, onde foi diretor (1954-1964).

Lecionou na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Bahia, participou ativamente da implantação da Reforma Universitária nas décadas de 1970 e 1980, quando elaborou os novos currículos dos cursos para as Faculdades de Economia e Ciências Contábeis da Ufba. 

Especialista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e de variada legislação universitária, recebeu como reconhecimento a outorga de vários títulos importantes, tais como o de Professor Emérito da Ufba (1993), e Título de Cidadão da Cidade do Salvador e a Medalha Thomé de Souza pela Câmara Municipal de Salvador (1990).

Publicou sete livros em diferentes gêneros literários, dois deles dedicados à sua cidade natal, Juazeiro. Em 1992, no dia de seu aniversário de 71 anos, realizou o sonho de disponibilizar o acervo de sua biblioteca, especialmente aos estudantes mais carentes, com a criação da fundação que leva seu nome, estando à frente dela até sua morte, em 8 de dezembro de 2006. Portanto, 2022 é ano do 30° aniversário da JFC e de encerramento das celebrações do seu centenário, iniciadas em maio de 2021.

Responsável pela biografia de João Fernandes da Cunha, a jornalista Kátia Borges agradeceu aos familiares e amigos pela confiança. Na solenidade de lançamento da obra, ela frisou que, ao terminar o seu trabalho, observou que não haveria título mais adequado para se referir ao homenageado senão o de Mestre.

“Ao reconstituir sua trajetória, nos deparamos com muitas outras razões que nutrem em nós a certeza de que o professor João Fernandes da Cunha foi, sobretudo, um homem de muitos talentos. E mais que isso, foi um homem capaz de administrar as suas diversas vocações: o ensino universitário, a inteligência absoluta com os números, a montagem de estruturas complexas de gestão bancária e administrativa”.

Em paralelo a tudo isso, narrou a escritora, ele sempre se manteve um homem de família dedicado também aos seus amigos. “João Fernandes da Cunha foi um homem que nunca se recusou a estender a mão a um amigo ou acolher um filho”.

O presidente do Legislativo, Adolfo Menezes, frisou o trabalho realizado pelo programa ALBA Cultural, que permite o apoio a iniciativas que fazem nascer obras como a lançada no evento.

Ainda de acordo com o parlamentar, João Fernandes da Cunha foi intelectual da mesma cepa do grande economista Rômulo Almeida. “Ele foi um visionário ao se filiar ao pensamento de que o Brasil – e, especialmente, a Bahia – só iria superar as suas graves desigualdades econômicas e sociais com uma política nacional de desenvolvimento”, disse o chefe do Parlamento baiano.

Para Zenaide Sento-Sé Fernandes da Cunha Almeida, filha do mestre, o livro feito por Kátia Borges é documento social, cultural, histórico e, acima de tudo, um legado para a posteridade. “Seu trabalho ficou precioso, autêntico, verdadeiro. É um livro para a memória, um registro para ser guardado com carinho e apreço”, afirmou.

Em sua fala aos presentes no evento, Zenaide fez questão de destacar o fato de a trajetória de vida de João Fernandes da Cunha ser um exemplo prático de que a educação, a cultura e o conhecimento são elementos fundamentais para o desenvolvimento humano e da sociedade.

 

Clique no link abaixo e leia o texto na página AL-BA

https://www.al.ba.gov.br/midia-center/noticias/55330

 

 

Criação de Sites - Allan Carvalho
Fundação João Fernandes da Cunha
Largo do Campo Grande n° 8 – Campo Grande – CEP 40.080-121 – Salvador – Bahia – Brasil
Telefone: (71) 3328-0522
E-mail: fundjfc@hotmail.com / fundbibli@hotmail.com